04
set
09

Só lendo.

Aúdio: Agência Brasil

Quem: Milton Hatoum

Quando: 3/7/2009

Aonde: Paraty, na 7ª Edição da Festa Literária (FLIP)

© Cartas de Tiro

Anúncios

2 Responses to “Só lendo.”


  1. setembro 8, 2009 às 19:18

    Interessante seria fazer uma rápida (e séria) pesquisa sobre qual é porcentagen que a editora ganha na venda de um livro de R$40,00 (valor apartador). Seria o mesmo processo dos Cds de música, onde o músico fica com apenas 5% do valor vendido?

    Também seria salutar saber o quanto de impostos o governo papa nesta história, e que no final ajudam a aumetar o valor do livro.

    Interessante seria uma lei obrigando as editoras a oferecerem versões “econômicas” de todas edições realizadas, em papel jornal, por exemplo.

    Obviamente a “questã” é muito mais complexa que essas pueris perguntas. Mas pelo pseudo-familiar contato que tenho com donos de editoras de livros, que ao meu viver vivem sem qualquer tipo de problema financeiro – muito pelo contrário – desconfio que o problema não passa só pelas mãos do governo…

    • setembro 8, 2009 às 20:59

      Edu

      tens razão. O problema “não passa só pelas mãos do governo”.

      Sem fazer uma pesquisa “séria” (como você corretamente sugere) e para não perder o “sabor” do assunto, falarei de acordo com minha experiência – que é bem pequena.

      E é certo que suas questões não são, nem de perto, “pueris”.

      Tenho a felicidade de ser co-autor de dois livros jurídicos publicados: um pela Editora LTR e outro pela Editora América Jurídica. Num deles, ajustou-se direitos autorais na casa dos 10% sobre o valor de venda. No outro, 20%. Em ambos os casos, o percentual é dividido de forma igualitária entre todos os autores. Assim, num caso, divido 10% entre 3; no outro, divido 20% entre 4. Como, evidentemente, não sou um autor “de ponta” (mas alguns dos outros co-autores o são) , quero crer que a negociação dos direitos passe um pouco por essa lógica.

      Quanto à questão dos impostos, é importante que se diga que há uma proibição constitucional (“d”, VI, do art. 150) de se instituir impostos sobre livros, jornais, periódicos e o papel destinado a sua impressão. Portanto, aqui, o governo faz a sua parte – e mostra, sim, que as editoras “exploram” demasiadamente quando estabelecem o valor dos tomos.

      Mas os grandes autores também tem a sua parcela de culpa. Afinal, estabelecem seus preços de acordo com o seu “quilate”. Não há, da parte deles (e acho que eu é que vou ser pueril), a preocupação com a difusão do conhecimento e nem com a urgência da população em “saber mais”; escrever tornou-se também uma profissão e uma atividade comercial, no seu sentido menos nobre.

      Junto deles, os editores, alguns de triste lembrança para nós… Alguma vez você sentiu preocupação desse “dono de editora” em transformar uma pequenina parte de sua atividade em algo a favor dos que não têm acesso à leitura? Eu, nunca.

      Quanto ao país ter uma lei obrigando editoras a oferecerem versões econômicas, você está absolutamente correto. Mas nenhum governo, até o momento, fez isso. Portanto, nesse caso, estamos na condição de credores.

      As palavras de Milton Hatoum – incompletas, sem dúvida, porque não exigem uma postura de vanguarda das editoras – fala mais, creio, da necessidade de se estabelecer como prioridade de qualquer governo – e dos 3 níveis da Federação – a educação, investindo-se na formação de professores e dando mostras efetivas de engajamento no assunto. Mas, a meu ver – e aqui concordo com o autor -, até o momento, muito pouco se fez nesse sentido. E a “coisa” precisa partir do governo, sim.

      O país precisa de mais. Muito mais.

      Não é desnecessário apontar a grande importância do seu comentário. Muito obrigado!

      Abração.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Utilidade Pública

EFEMÉRIDE

Temas

Imagem que conta…

Siga o Cartas de Tiro no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

setembro 2009
S T Q Q S S D
« ago   out »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

RSS Brasiliana

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Posts mais lidos

RSS Notícias

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Leitores por aí

Até o fim!


%d blogueiros gostam disto: