Arquivo de agosto \31\UTC 2009

31
ago
09

Belluzzianas 1

Esse negócio de Jason é coisa de criança de cueiro, (…). O futebol invadiu a creche” (Luiz Gonzaga Belluzzo, em 20/8/2009, ao comentar acerca do apelido “Jason”, dado ao São Paulo Futebol Clube, em razão da arrancada dada pelo time no campeonato brasileiro de futebol. O personagem, de um filme de terror, é imortal).

© Cartas de Tiro

29
ago
09

2º comentário a um post

E aqui o post, do blog de Edu Pedrasse.

© Cartas de Tiro

26
ago
09

Vá ser ridícula assim lá na…

pra quem não sabe minha filhafoi alfabetizada em ingles,vou pensar muito em colocar elapra falar com vcs ,ela não merece ouvir certas m..

fui vcs não merecem falar comigo nem com meu anjo” (frases literais de Xuxa Meneghel, escritas em 25/8/2009 no seu Twitter e usadas para  defender a herdeira Sasha, que escreveu um post com um erro gramatical no mesmo espaço, o que acabou por gerar piadas e ironias dos “seguidores”. O “anjo quase saxônico”, de 11 anos, chutou a nossa gramática ao escrever: “oi gente sou eu sasha estou aqui filmando o novo filme a xuxa, e um vai ser m otimo filme, tenho q ir vou fazer uma sena [sic] com a cobra“).

(Obs.: Xuxa retirou do seu Twitter não só a frase de Sasha, mas também a primeira colocada neste post – atualização de 27/8/2009, 9h23)

© Cartas de Tiro

24
ago
09

Enquete 4

© Cartas de Tiro

23
ago
09

Sim, é preciso!

Lei de Anistia acaba de completar 30 anos.

Me lembro muito bem da campanha:

 Cartaz da época - ler-qi.org.brcartaz da época - fpa.org.br

A meu ver, a lei representa o marco definitivo para o restabelecimento da democracia no país.

É importante dizer que a norma, ainda hoje, é objeto das mais variadas interpretações, sendo que uma chama a atenção em especial: diz respeito à sua aplicabilidade aos torturadores do regime militar instaurado por aqui em 1964.

Assim é que o Supremo Tribunal Federal, passados 30 anos, decidirá acerca da temática ao analisar a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF), interposta pela OAB.

A meu ver não há dúvida de que a prática de tortura JAMAIS poderá ser compreendida como um crime passível de anistia.

Espero que o STF auxilie a democracia brasileira a amadurecer mais.

Matéria da Agência Brasil:

Tarso: reconciliação política só vai acontecer quando torturadores forem levados aos tribunais

Flávia Villela
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – Julgar os torturadores que agiram durante o regime militar não é revanchismo, mas um ato de justiça e respeito aos direitos humanos, disse hoje (22) o ministro da Justiça, Tarso Genro, durante a comemoração dos 30 anos da Lei de Anistia no Brasil.

‘Tortura é crime imprescritível e inanistiável. Julgar esses casos representa a continuidade do processo de democratização do país’, disse o ministro em evento realizado no Continue lendo ‘Sim, é preciso!’

22
ago
09

QI Abaixo de 20

Do ótimo cartunista Caco Galhardo:

© Cartas de Tiro

20
ago
09

Falta de equilíbrio

Mais uma vez Maria Rosália Tapajós fornece ao blog uma contribuição valiosa, pelo que lhe agradeço. Muitíssimo.

Quero aqui dizer que não faço qualquer apologia ao fumo; são evidentes e comprovados os seus malefícios.

O que devemos discutir são atitudes.

Vamos ao texto fornecido pela amiga Maria, de autoria de Luiz Felipe Pondé, que é colunista do caderno “Ilustrada”, da FSP, publicado no mesmo jornal no dia 7/8/2009.

Notável:

As freiras feias sem Deus

O que move as pessoas, em meio a tantos problemas, a dedicar tamanha energia para reprimir o uso do tabaco? Resposta: o impulso fascista moderno.

Proteger não fumantes do tabaco em espaços públicos fechados é justo. Minha objeção contra esta lei se dá em outros dois níveis: um mais prático e outro mais teórico.

O prático diz respeito ao fato de ela não preservar alguns poucos bares e restaurantes livres para fumantes, sejam eles consumidores ou trabalhadores do setor. E por que não? Porque o que move o legislador, o fiscal e o dedo-duro é o gozo típico das almas mesquinhas e autoritárias. Uma espécie de freiras feias sem Deus.

O teórico fala de uma tendência contemporânea, que é o triste fato de a democracia não ser, como pensávamos, imune à praga fascista.

A tendência da democracia à lógica tirânica da saúde já havia sido apontada por Tocqueville (século 19). Dizia o conde francês que a vocação puritana da democracia para a intolerância para com hábitos ‘inúteis’ a levaria a odiar coisas como o álcool e o tabaco, entre outras possibilidades.

Odiaremos comedores de carne? Proprietários de dois carros? Que tal proibir o tabaco em casa em nome do pulmão do vizinho? Ou uma campanha escolar para estimular as crianças a denunciar pais fumantes? Toda forma de fascismo caminhou para a ampliação do controle da vida mínima. As freiras feias sem Deus gozariam com a ideia de crianças tão críticas dos maus hábitos.

A associação do Continue lendo ‘Falta de equilíbrio’




Utilidade Pública

EFEMÉRIDE

Temas

Imagem que conta…

Siga o Cartas de Tiro no Twitter

agosto 2009
S T Q Q S S D
« jul   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

RSS Brasiliana

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Posts mais lidos

RSS Notícias

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Leitores por aí

Até o fim!


%d blogueiros gostam disto: