Arquivo para maio \31\UTC 2009

31
maio
09

Vergonha

Para quem não sabe, faço parte de um núcleo familiar onde predominam servidores públicos. E, em sua maioria, advogados.

Com tranquilidade digo que todos nós honramos nossas atividades – decerto que não há nenhum mérito nisso; não estamos fazendo mais do que cumprir com nossa obrigação, que é respeitar o contribuinte, afinal quem nos sustenta.

Nossas tarefas na seara jurídica pública são realizadas com a firme crença de que a advocacia é fundamental e um dos sustentáculos da democracia.

Quantas e quantas injustiças não se realizaram pela força e pelas palavras e pelo atuar do advogado? Sem dúvida que inúmeras.

Lembremo-nos todos: “a lei não contém palavras inúteis“. Nesse contexto, diz a Constituição Federal, no seu art. 133: “O advogado é indispensável à administração da justiça (…)“.

Mas, muitas vezes, alguns setores da classe atuam de forma ultrajante, abrigando causas indefensáveis.

E só fazem solidificar o pensamento (ainda [mas por quanto tempo?] míope, quero acreditar) de que o advogado, mais do que atuar no interesse da Justiça e de quem a busca, o faz simplesmente com os olhos no vil metal e na sua própria vaidade.

Tomando emprestada a idéia e as palavras de Mestre Cartola, tanto a Ordem dos Advogados do Brasil de Alagoas quanto o Poder Judiciário do mesmo Estado, quando perceberem, estarão à beira do abismo, abismo que estão cavando com seus próprios pés.

O que está abaixo é indecente:

30/05/2009 – 07h00

Advogada ganha frigobar na prisão, e OAB quer também ar-condicionado

Carlos Madeiro*
Especial para o UOL Notícias
Em Alagoas

Uma advogada acusada de corrupção e tráfico de drogas ganhou na Justiça de Alagoas o direito de ter um frigobar dentro da cela do presídio Santa Luzia, onde está presa desde setembro de 2008, em Maceió.

A permissão foi dada pelo juiz da Vara de Execuções Penais, Ricardo Jorge. Segundo o magistrado, que assinou a autorização no último dia 23, Mary Any Vieira Alves tem direito ao frigobar por ter formação de nível superior especial. ‘Ela está presa há mais de seis meses e não há impedimento para a entrada de um frigobar na cela’, afirmou.

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Alagoas afirma que os advogados têm direito a vantagens em relação aos presos de outros cursos superiores. Por isso, solicitou ainda que a direção do presídio fizesse uma adaptação que garanta a instalação de um ar-condicionado no local onde ela está presa, que será doado pela própria entidade.

‘O Estatuto da OAB garante a ela uma sala de estado maior, que inclusive não pode ter grades. Nós solicitamos à direção do presídio Santa Luzia que Continue lendo ‘Vergonha’

30
maio
09

Céu e água

Creio que Deus está nos dando uma surra” (do pescador Francisco Gonçalves da Silva, 79 anos, para o Terra Notícias, ao dar sua explicação para as enchentes que atingiram Barras/PI, município localizado a 119 km da capital Teresina, em virtude do Rio Marataon ter subido até 9,8 m acima do leito normal; cerca de 60% do território municipal ficou submerso por quase todo o mês de maio. Segundo moradores, pior que essa só a enchente que atingiu o local em 1974).

28
maio
09

Liberdade!

27
maio
09

Planeta diário

Minha mulher, Luciana, acaba de retransmitir ao blog um link muito legal.

Ele permite a visualização das primeiras páginas dos jornais de hoje – e de todos os dias posteriores – em todo o mundo.

Claro, muitos outros jornais poderiam constar da relação. Mas, sem dúvida, se trata de uma boa gama deles.

Cada bolinha laranja nos mapas dos continentes são jornais de cidades daquele estado ou país, bastando colocar o cursor sobre ela para verificar de que jornal se trata; clicando sobre a bolinha, você tem a página em tamanho maior, para facilitar a sua visualização. E na parte superior da página ampliada está o link em PDF para acessar a 1ª página em tamanho real do jornal desejado.

A partir de hoje – e agora – o link está listado no campo à direita, dedicado à “Imprensa”, sob o título “1ªs. Páginas”.

26
maio
09

Ego

René Magritte - La Chambre d'Écoute (The Listening Room) - 1952

René Magritte - La Chambre d'Écoute (The Listening Room) - 1952

24
maio
09

Execução de inocentes

Há anos atrás, no bom e velho “Cine Bijou”, cinema que funcionava no centro da Paulicéia, assisti a um filme que me marcaria definitivamente dali até esta parte: “Sacco & Vanzetti” (a película estava, àquela altura, proibida no país pelos senhores do golpe militar de 1964).

É certo que noutro momento pode-se discutir acerca do anticomunismo visceral que assolava os EUA dos anos 20 e que levou os dois imigrantes italianos mencionados à morte na cadeira elétrica, o que se constituiu num dos mais evidenciados erros judiciais do século XX. A acusação: duplo homicídio. O “crime cometido”, na realidade: o fato de serem anarquistas.

Nicola Sacco e Bartolomeo Vanzetti

Nicola Sacco e Bartolomeu Vanzetti

Em 24 de maio de 1921 (há exatos 88 anos), o julgamento de ambos teve início. Já em 14 de julho do mesmo ano foram condenados à pena capital, num processo marcado com as digitais da farsa. Depois de longos e torturantes anos, precisamente na madrugada do dia 22 para 23 de agosto de 1927, a sentença foi definitivamente aplicada, mesmo diante dos milhares que foram às ruas de todo o mundo protestarem pela anulação da sentença, durante esses seis anos.

É muito interessante verificar o que dizia a “Folha da Manhã” do dia 22/8/1927.

Uma história para não se esquecer.

Por ora, o que mais interessa, creio, é a indicação para que todos vejam essa preciosidade – está disponível em DVD para locação (mas, parece, fora de catálogo para aquisição), em edição histórica repleta de extras (tenho um exemplar, claro) –, verdadeiro marco do cinema político italiano da década de 70, dirigido por Giuliano Montaldo. O elenco: Gian Maria Volonté, Ricardo Cucciolla (vencedor do prêmio de melhor ator em 1971, em Cannes) e Rosanna Fratello. A canção, digamos principal, é interpretada por Joan Baez, com trilha sonora composta por ninguém menos do que Ennio Morricone.

É muita competência junta.

Filme imperdível.

Capa do DVD

22
maio
09

Zé Rodrix, num show com Tavito

Blue Riviera (Zé Rodrix/Luiz Carlos Sá e Guarabyra) – Terra – 1973

A gente já era uma barra no tempo do rock no blue riviera
A gente já era, no tempo blue riviera
Você com seu rabinho de cavalo, me contando que a sua mãe
Não lhe deixava sair
Na garupa da lambreta pra dançar no blue riviera
A gente sacudia os ossos no tempo do rock do blue riviera
A gente sacudia, no rock do blue riviera
Com toda essa moçada da pesada que hoje está com 30 anos ou mais
E já não deixa cair
Como no tempo da lambreta sem saia no blue riviera
Eu digo blue riviera, blue riviera, nos meus olhos e ouvidos
Da sala enfumaçada pr’onde foram meus amigos queridos
Eu digo blue riviera, blue riviera, o pão, a carne, o sangue, o vinho
No meio das lembranças do passado eu não estou sozinho…
“.




Utilidade Pública

EFEMÉRIDE

Temas

Imagem que conta…

Siga o Cartas de Tiro no Twitter

maio 2009
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

RSS Brasiliana

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Posts mais lidos

RSS Notícias

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Leitores por aí

Até o fim!


%d blogueiros gostam disto: