17
dez
08

Surrealismo belga

… Não é o medo da loucura que nos vai obrigar a hastear a meio-pau a bandeira da imaginação” (trecho do Manifesto do Surrealismo, de André Breton).
A opinião do próprio Magritte dá conta de Golconda (em inglês):
Há uma multidão de homens, homens diferentes. Quando pensamos numa multidão, contudo, não pensamos num indivíduo; do mesmo modo estes homens estão vestidos de igual, tão simplesmente quanto possível, para sugerir uma multidão… Golconda foi uma rica cidade da Índia, uma maravilha. Acho uma maravilha poder caminhar pelo céu na terra. Por outro lado o chapéu de coco não constitui uma surpresa – é um artigo de complemento nada original. O homem de chapéu de coco é o Sr. Normal, no seu anonimato. Eu também uso um: não tenho vontade de me destacar das massas“.
Anúncios

0 Responses to “Surrealismo belga”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Utilidade Pública

EFEMÉRIDE

Temas

Imagem que conta…

Siga o Cartas de Tiro no Twitter

dezembro 2008
S T Q Q S S D
    jan »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

RSS Brasiliana

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Posts mais lidos

RSS Notícias

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Leitores por aí

Até o fim!


%d blogueiros gostam disto: